É um prazer te conhecer.


Eu sou Caroline Ayala Silvestre, mas pode me chamar de  Carol  :)

Sempre fui apaixonada em contar a história das pessoas. Por isso, decidi muito nova que queria ser jornalista. E assim foi. Desde então estou sempre em busca de desenvolver um olhar mais profundo e sensível com as palavras e com a fotografia.


Tenho 25 anos, me formei em Jornalismo pela Universidade do Sagrado Coração - USC e MBA em Marketing pela Universidade de São Paulo - USP.

Lina é o segundo nome da minha mãe, Rose Lina. Sempre fui apaixonada por esse nome, sempre achei amoroso e delicado. E também porque meus avós colocaram esse nome na minha mãe, porque a irmã do meu avô, chamava Roquelina - meu avô é paraguaio. Possui vários significados: do árabe significa ternura, mas alguns estudiosos também acreditam que o nome surgiu como diminutivo de Evangelina, que vem do latim e significa a portadora de boas notícias.


Todas essas características têm relação com minha missão na fotografia: ajudar pessoas a contarem suas histórias com ternura, afeto e sensibilidade. Meu propósito é que as pessoas expressem sua forma de ser por meio das fotos, o que se reflete na minha forma de retratar: de modo natural e sem ser invasiva. Quero retratar pessoas que não tem experiência em posar e capturar o mundo que cada pessoa tem em seu olhar.


Contadora de histórias, também ajudo empreendedores através de uma comunicação mais humana e próxima. Acredito na escrita não apenas como técnica, mas como uma relação, como uma conversa verdadeira, como uma ponte para alcançar o outro. E isso também vale para profissionais e empresas! Você pode saber mais sobre meu trabalho com a escrita clicando AQUI.